Viajando e aprendendo por aí..

Cores de Algarve

IMG_5207

 

Anúncios

Cores de A Coruña , Espanha.

IMG_5061

 

Cores do Porto

IMG_5129

“A essência é o rio, o mar, as montanhas: a cidade é 1/3 rio, 1/3 mar e 1/3 montanhas.

O rio e o mar. A combinação entre os dois, a forma como ambos se encontram, é muito especial. Vens de uma grande avenida com um toque inglês colonial e entras na cidade velha, com uma atmosfera medieval.

A essência do Porto é a sua dimensão. Cidade pequena mas nobre. Cheia de grandes contrastes, mas que nunca se chocam. Cidade de bairros ricos e pobres. Cidade de gente que gosta de receber estrangeiros.” –  Retirado do blog Outros Portos

Cores de Lisboa 2

Imagem   Região do Largo Das Portas do Sol em Lisboa ( perto do famoso castelo de São Jorge e do Miradouro da Graça) .Para mim, o melhor horário é logo antes do Pôr do sol, te garanto que são as cores mais bonitas do céu)

Cores de Lisboa

Uma série de paletas e patterns inspiradas nos Jacarandás de Lisboa.

IMG_4912 lisboa paletaIMG_5074

 4335865 tea time

IMG_5061

5 Sensações

Sempre que chego em uma nova cidade gosto de andar sem compromisso, dar uma olhada geral para depois escolher onde quero ir. São minhas sagradas primeiras impressões da cidade, os aromas, o sorriso no rosto de alguém, as cores da casa, o jeito de ser.

Deixo aqui minhas 5 fotos que tentam resumir o que eu vi por aqui nos primeiros dias:Imagem

Imagem

IMG_4829

IMG_4934

IMG_4772

 

Em resumo, cores, sabores, aromas e sensação de estar em casa.

De malas prontas.

Pra variar, depois de dias falando que precisava arrumar a mala, adivinhe? Arrumei a mala faltando algumas horas para sair pro aeroporto. Toda viagem é assim, eu tento ser uma pessoa responsável mas…

Não sou a melhor pessoa pra dar dicas sobre arrumar a mala, da última vez em Buenos Aires passei frio porque esqueci roupa de frio, na Inglaterra levei roupas que nunca usei e por aí vai. Mas se posso dar um conselho, organize suas coisas em mini bolsinhas. É sempre bom levar produtos que você usa e não tem a garantia de que vai encontrar facilmente no local de destino( das marcas que você tem costume) etc. etc. Sim, você pode comprar lá, mas nunca se sabe.

Além disso é  importante fazer uma bolsinha de remédios, porque ai sim pode complicar, imagina pedir um remédio para cólica em húngaro se o atendente não falar inglês? Enfim, coloque remédios que você geralmente usa, antiácido, analgésico e antitérmico, anti  inflamatório, anti alérgico, colírio, remédio para dores musculares (ainda mais para viagens com mochilas pesadas).  ( parte de estudante de medicina chata)

Arrumando a Mala

Enfim, as outras dicas são aquelas que ainda tento seguir hehe: arrume sua mala com antecedência, planeje as roupas antes (visando sempre combinações, conforto, praticidade). Deixe sempre um espaço na mala ou leve uma mala extra para possíveis presentes, compras. Lacre bem produtos líquidos, não leve muito peso! (:

E boa viagem!

Vitória Mala

 

 

1157483_197359497102982_1056201487_n

Um pequeno parque no centro da cidade de Bath, cidade dos sonhos na Inglaterra. .

Como ganhar dinheiro com blog ou com o que você gosta de fazer!

Bom, eu poderia começar esse blog falando um pouco sobre diversas opções que muitas blogueiras já conhecem:

Google Anúncios

– Fazer parceria com lojas ou empresas

Vender fotos na internet( para as fotógrafas )

Mas a maior parte das pessoas que divulgam essas opções nunca sequer usaram alguma delas  para ganhar dinheiro, por isso eu acho justo falar de algo que eu fiz e  deu resultados positivos né.  Até porque, para alguém que começou o blog recentemente, como eu, vai ser muito difícil ganhar patrocínio ou ganhar dinheiro com anúncios.

Para ganhar dinheiro com a minha dica  é  preciso gostar de design gráfico, desenhos, photoshop e assuntos relacionadas ( o que a maior parte das blogueiras já nasce gostando por natureza).

Mas sem enrolação, vamos ao que interessa.

– Crie sua lojinha virtual de estamparia! 

Como funciona? É bem simples, existe um site chamado Vandal, que permite que um artista envie suas próprias estampas digitais e caso a camiseta seja vendida você ganha uma porcentagem sobre o preço.

Então vamos lá, eles vendem a camiseta por 40 reais, a partir disso você coloca sua margem de lucro, por exemplo 10 reais. A camiseta sai para o cliente por 50 reais e você no final ganha 10 reais.

-Mas será que vou vender, será que vai funcionar, eles vão me pagar? Gente, quem quer ganhar dinheiro na internet tem que arriscar ( com consciência por favor ), por que não fazer o teste? O cadastro no site é de graça, e no meu caso, fazer as estampas é quase que uma terapia, amo ficar criando coisas no photoshop

– Mas não sou artista, não sei desenhar, não sei usar bem o photoshop. Não precisa de tudo isso, eu não tenho um super talento mas com um pouquinho de criatividade a gente vai longe.

Para quem quer se aventurar, deixo aqui meus resultados na lojinha como incentivo ( são bem singelos mas já me ajudaram a comprar várias coisas)

Imagem

28 camisetas vendidas em pouco tempo de loja e acredito se eu dedicasse mais tempo venderia muito mais. Mas para mim, o melhor de tudo é saber que as pessoas curtem o que você faz, que estão por aí vestindo sua estampa. É muito gratificante :D

E pra quem ficou se perguntando como é a lojinha e qual é a minha lojinha:

 Casa de Chá no facebook

Casa de Chá ( página da loja)

Estampas

estampas2

Espero que eu ajude alguém com esse post ( bem longo) , qualquer dúvida é só deixar um comentário que vou tentar ajudar !

Seja criativo, não copie!

 

Como escolher o guia de viagem perfeito para sua viagem.

blububu

Há quem diga que os guias de viagens não são mais úteis agora que podemos acessar a internet facilmente nas viagens. Concordo que hoje em dia você consegue fazer um roteiro do seu jeito acessando blogs, fóruns de viagens e  sites turísticos na rede. Mas para mim,  nada substitui um bom guia em mãos. Eu acho que folhear um guia de viagem é uma das melhores sensações que podemos ter no caminho de um novo destino. Faz parte do meu ritual de viagem chegar em um lugar novo e abrir um mapa para me sentir familiarizada com a cidade. Então, vamos desligar esses tablets e celulares e mergulhar nos guias de viagens, conversar com os locais, perguntar de esquina em esquina como que se chega em tal museu. Afinal, você está ali para viver na pele a cidade, trocar palavras e conhecimento.

Mas então, como escolher o melhor guia para sua viagem?

IMG_4564

( minha coleção de guias :p)

O primeiro passo é se fazer algumas perguntas:

– Qual o tipo de viagem?

– Qual a duração da viagem?

– Quantos países vou visitar?

1) Viagem de um ano de intercâmbio para estudos.

Nesse tipo de viagem você passa a maior parte do tempo em apenas um país e por isso eu indico um guia completo de onde você vai ficar . Indico o Lonely Planet ou o Guia American Express.  São guias completos, divididos em regiões e tópicos como: onde comer, onde se hospedar, atrações, compras, etc… O Lonely Planet ( que é o queridinho dos guias) é um resumão e tem bastante texto e alguns boxs legais que dão dicas diferentes e até alertam sobre locais perigosos para os turistas. Já o Guia American express utiliza mais recursos gráficos e fotos e é um guia bem mais visual e informativo (história, atualidades) . Resumindo, apesar desse tipo de guia ser um pesinho extra vale muito a pena ter um desses dois ( Lonely Planet é mais leve ). Você sempre vai descobrir cidades incríveis nesses guias que talvez nunca encontraria em sites na internet. Acredite em mim :D

2) Viagem Mochilão pela Europa

Se o mochilão tem longa duração, vale a pena investir em um dos guias citados acima, como por exemplo esse do Lonely Planet

 

3) Viagem de férias de pequena duração

Se sua viagem for de um mês passando por 2, 3 países e apenas nas capitais, recomendo comprar o Guia passo a passo da Publifolha. É um guia de viagem bem pequeno porém vale muito a pena. Ele é leve, dividido em regiões da cidade e com um mapa que se abre com os pontos turísticos mais importantes. Além disso, informa os principais restaurantes, hostels, boates, lojas e museus. É um guia totalmente interativo e fácil de levar na bolsa para onde você for. Na minha última viagem comprei 4 ( Barcelona, Londres, Berlim e Amsterdã) , foi a melhor coisa que fiz!

4) Viagem de cursos ou atividades específicas

Se você já conhece a cidade que está visitando (ou não) e gostaria de fazer um roteiro baseado em algum interesse como culinária ou esportes, existem guias específicos para isso. Se você é um chef  de cozinha ou amante da culinária francesa por exemplo, vale a pena investir nesse guia

Guias de viagem são um mundo de possibilidades ( acho que estou criando um vício por eles)

Espero que tenha esclarecido um pouco sobre como escolher o seu guia! Qualquer dúvida é só perguntar!

IMG_4566

%d blogueiros gostam disto: