Viajando e aprendendo por aí..

Tag: Dicas de viagem

Cores de Lisboa 2

Imagem   Região do Largo Das Portas do Sol em Lisboa ( perto do famoso castelo de São Jorge e do Miradouro da Graça) .Para mim, o melhor horário é logo antes do Pôr do sol, te garanto que são as cores mais bonitas do céu)

De malas prontas.

Pra variar, depois de dias falando que precisava arrumar a mala, adivinhe? Arrumei a mala faltando algumas horas para sair pro aeroporto. Toda viagem é assim, eu tento ser uma pessoa responsável mas…

Não sou a melhor pessoa pra dar dicas sobre arrumar a mala, da última vez em Buenos Aires passei frio porque esqueci roupa de frio, na Inglaterra levei roupas que nunca usei e por aí vai. Mas se posso dar um conselho, organize suas coisas em mini bolsinhas. É sempre bom levar produtos que você usa e não tem a garantia de que vai encontrar facilmente no local de destino( das marcas que você tem costume) etc. etc. Sim, você pode comprar lá, mas nunca se sabe.

Além disso é  importante fazer uma bolsinha de remédios, porque ai sim pode complicar, imagina pedir um remédio para cólica em húngaro se o atendente não falar inglês? Enfim, coloque remédios que você geralmente usa, antiácido, analgésico e antitérmico, anti  inflamatório, anti alérgico, colírio, remédio para dores musculares (ainda mais para viagens com mochilas pesadas).  ( parte de estudante de medicina chata)

Arrumando a Mala

Enfim, as outras dicas são aquelas que ainda tento seguir hehe: arrume sua mala com antecedência, planeje as roupas antes (visando sempre combinações, conforto, praticidade). Deixe sempre um espaço na mala ou leve uma mala extra para possíveis presentes, compras. Lacre bem produtos líquidos, não leve muito peso! (:

E boa viagem!

Vitória Mala

 

 

Como escolher o guia de viagem perfeito para sua viagem.

blububu

Há quem diga que os guias de viagens não são mais úteis agora que podemos acessar a internet facilmente nas viagens. Concordo que hoje em dia você consegue fazer um roteiro do seu jeito acessando blogs, fóruns de viagens e  sites turísticos na rede. Mas para mim,  nada substitui um bom guia em mãos. Eu acho que folhear um guia de viagem é uma das melhores sensações que podemos ter no caminho de um novo destino. Faz parte do meu ritual de viagem chegar em um lugar novo e abrir um mapa para me sentir familiarizada com a cidade. Então, vamos desligar esses tablets e celulares e mergulhar nos guias de viagens, conversar com os locais, perguntar de esquina em esquina como que se chega em tal museu. Afinal, você está ali para viver na pele a cidade, trocar palavras e conhecimento.

Mas então, como escolher o melhor guia para sua viagem?

IMG_4564

( minha coleção de guias :p)

O primeiro passo é se fazer algumas perguntas:

– Qual o tipo de viagem?

– Qual a duração da viagem?

– Quantos países vou visitar?

1) Viagem de um ano de intercâmbio para estudos.

Nesse tipo de viagem você passa a maior parte do tempo em apenas um país e por isso eu indico um guia completo de onde você vai ficar . Indico o Lonely Planet ou o Guia American Express.  São guias completos, divididos em regiões e tópicos como: onde comer, onde se hospedar, atrações, compras, etc… O Lonely Planet ( que é o queridinho dos guias) é um resumão e tem bastante texto e alguns boxs legais que dão dicas diferentes e até alertam sobre locais perigosos para os turistas. Já o Guia American express utiliza mais recursos gráficos e fotos e é um guia bem mais visual e informativo (história, atualidades) . Resumindo, apesar desse tipo de guia ser um pesinho extra vale muito a pena ter um desses dois ( Lonely Planet é mais leve ). Você sempre vai descobrir cidades incríveis nesses guias que talvez nunca encontraria em sites na internet. Acredite em mim :D

2) Viagem Mochilão pela Europa

Se o mochilão tem longa duração, vale a pena investir em um dos guias citados acima, como por exemplo esse do Lonely Planet

 

3) Viagem de férias de pequena duração

Se sua viagem for de um mês passando por 2, 3 países e apenas nas capitais, recomendo comprar o Guia passo a passo da Publifolha. É um guia de viagem bem pequeno porém vale muito a pena. Ele é leve, dividido em regiões da cidade e com um mapa que se abre com os pontos turísticos mais importantes. Além disso, informa os principais restaurantes, hostels, boates, lojas e museus. É um guia totalmente interativo e fácil de levar na bolsa para onde você for. Na minha última viagem comprei 4 ( Barcelona, Londres, Berlim e Amsterdã) , foi a melhor coisa que fiz!

4) Viagem de cursos ou atividades específicas

Se você já conhece a cidade que está visitando (ou não) e gostaria de fazer um roteiro baseado em algum interesse como culinária ou esportes, existem guias específicos para isso. Se você é um chef  de cozinha ou amante da culinária francesa por exemplo, vale a pena investir nesse guia

Guias de viagem são um mundo de possibilidades ( acho que estou criando um vício por eles)

Espero que tenha esclarecido um pouco sobre como escolher o seu guia! Qualquer dúvida é só perguntar!

IMG_4566

%d blogueiros gostam disto: